Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Opinião | Joel Leite |

Ver todas as opiniões
Joel Leite

18/10/2019

Aos 35 anos, Fiat Uno é o carro que mais cresce no mercado

Modelo tem fôlego para encarar concorrentes mais novos e poderosos, com expansão nas vendas de 59% em nove meses

Lançado no Brasil em 1984, o Uno assistiu à chegada de centenas de novos modelos no mercado, presenciou mudanças radicais na tecnologia sobre rodas, deixou pra trás o tempo em que até o espelho retrovisor do lado direito era considerado um “opcional” pago à parte na concessionária.

Enfim, o velho modelo da Fiat é testemunha ocular da evolução da mobilidade que o mundo assistiu nesses 35 anos. Contemporâneo de Michel Foucault e Tancredo Neves, o Uno viu a estreia da internet no Brasil, o movimento Diretas Já, o início da carreira de Airton Senna na Fórmula 1 e a seleção brasileira conquistar por duas vezes a Copa do Mundo.

O que esperar de um produto como esse em pleno 2019, com o mercado forrado de modelos dotados da mais alta tecnologia, com equipamentos de última geração, sistemas de segurança de ponta na era do carro elétrico e autônomo?

Por mais improvável que possa parecer, o velho Uno ainda tem fôlego para encarar concorrentes mais novos e poderosos. Com 15.662 unidades emplacadas de janeiro a setembro, o carro de entrada da Fiat foi o que mais cresceu este ano, um aumento de 59% sobre o volume vendido no mesmo período do ano passado, superando concorrentes como o Jeep Renegade (segundo que mais cresceu, com 50.119 unidades e 50,4%) e o Ford Ka sedã (terceiro, com 38.766 e 42,5%).

Com o posicionamento no irmão menor Mobi como carro de entrada da Fiat para a venda no varejo, o Uno acabou ganhando vocação de carro de trabalho, para atender corporações e frotistas. E o resultado foi bastante positivo num ano em que quase metade das vendas de carros e comerciais leves são diretas (quase 1 milhão de unidades até aqui).

O Renault Kwid (39%), os GM Chevrolet Spin (34,7%) e Prisma (31,7%) também tiveram aumentos de venda expressivos no período, mas vale destacar a presença do furgão Fiat Fiorino, derivado do velho Uno, na quinta posição do ranking dos que mais aumentaram as vendas em 2019. O utilitário da Fiat vendeu 12.425 unidades e cresceu 35,1%.

São números realmente expressivos, considerando que o crescimento do mercado de carros e comerciais leves nos nove primeiros meses do ano foi de apenas 8,7% (1,9 milhão de unidades).

GM Chevrolet Onix (23,8%), Renault Captur (22,8%) e Hyundai Creta (20,8%) completam a lista dos dez carros que mais evoluíram porcentualmente no volume de vendas de janeiro a setembro deste ano.

No total, 23 carros cresceram acima da média do mercado. Outros nove tiveram aumento de vendas, mas com índices abaixo da média (veja a lista abaixo) e outros 17 venderam menos do que no ano passado.

QUEM MAIS CRESCEU





_______________________________________________________
Este artigo foi publicado originalmente pela Agência Autoinforme
joelleite@autoinforme.com.br

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência