Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Inovação

Ver mais notícias
Ford Transit roda com óleo de cozinha usado
HVO usa hidrogênio como catalisador no processo produtivo. Tem queima mais limpa que biodiesel convencional

Meio Ambiente | 06/02/2020 | 19h40

Ford Transit roda com óleo de cozinha usado

Linha de vans teve aprovação na Europa para usar HVO, tipo de diesel que reaproveita diferentes resíduos

REDAÇÃO AB

A linha de vans Ford Transit teve aprovação para rodar na Europa com HVO, do inglês Hydrotreated Vegetable Oil, tipo de diesel renovável que pode conter óleo de cozinha usado, gordura animal, óleo de peixe e outros subprodutos de processos industriais em sua composição.

Por usar hidrogênio como catalisador no processo de produção, o HVO tem uma queima mais limpa e vida útil mais longa que o biodiesel convencional. Ele reduz em até 90% os gases de efeito estufa, emite menos NOx e partículas. Também facilita a partida do motor em baixas temperaturas.

Segundo a Ford, a União Europeia mantém um programa chamado RecOil, voltado a aumentar o reaproveitamento de óleo de cozinha usado recolhido em restaurantes para produção de biodiesel.

A montadora testou e desenvolveu seu motor EcoBlue 2.0 na linha Transit com o uso de HVO para garantir que não houvesse necessidade de modificação no combustível.

O HVO é vendido em postos selecionados da Europa, principalmente na Escandinávia e nos países bálticos. Está disponível puro ou adicionado ao diesel comum. Em outros mercados, esse combustível alternativo também é adotado por frotistas que precisam melhorar sua pegada ecológica.

Se for preciso abastecer o veículo onde não haja HVO, o motorista pode usar diesel convencional. Os combustíveis podem se misturar no tanque sem problemas.

“O HVO é, de fato, uma solução para os motoristas e frotistas ajudarem a melhorar a qualidade do ar”, afirma o gerente geral de veículos comerciais da Ford Europa, Hans Schep.



A Ford recorda que, em 2019, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou o aumento de 10% para 11% a mistura de biodiesel no diesel. A meta é elevar essa adição para 15% (B15) até 2023. Atualmente, cerca de 80% do biodiesel no Brasil é produzido a partir do óleo de soja.



Tags: Ford, Transit, HVO, RecOil, EcoBlue, Hans Schep, ANP.

ABTV

AB Inteligência