Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 04/07/2013 | 17h00

Caminhões: setor se recupera do trauma Euro 5

Produção e vendas cresceram no semestre; 74 mil unidades foram licenciadas

CAMILA FRANCO, AB

Os volumes de vendas e produção de caminhões no primeiro semestre deste ano, divulgados na quinta-feira, 4, pela Associação Nacional dos Fabricantes e Veículos Automotores (Anfavea), não deixam dúvidas de que o setor se recuperou definitivamente do trauma causado pela introdução da tecnologia Euro 5 em 2012, quando os veículos ficaram mais caros e as fábricas pararam por causa de altos estoques.

Durante sua apresentação, Luiz Moan, presidente da Anfavea, salientou que o desempenho do setor foi muito importante para impulsionar toda a indústria automotiva no semestre. “Quando o segmento de caminhões vai bem significa que a economia brasileira está em bom caminho e que a indústria automotiva vai ser contagiada com bom desempenho”, comentou o executivo.

- Veja aqui a Carta da Anfavea e aqui a apresentação dos números de desempenho de junho.

De janeiro a junho deste ano foram licenciados 74 mil caminhões, 5,1% a mais do que o anotado no mesmo intervalo de 2012. As vendas foram puxadas pelo segmento de pesados, que avançou 33,4% sobre o ano passado, para 26,4 mil unidades.

Marco Saltini, vice-presidente da Anfavea, lembra que os caminhões pesados estão se destacando e continuarão por causa da boa fase econômica que aumentou os investimentos em infraestrutura no País e também por causa da expansão da safra. A expectativa é positiva com o PSI com taxas de juros reduzidas.

As vendas de semileves, leves, médios e semipesados apresentaram retração no semestre de 30,3%, 3,4%, 4,6% e 4,3%, respectivamente. Nos primeiros meses de 2012, durante a transição para o Euro 5, esses modelos tiveram vendas superiores às dos pesados por serem mais baratos, segundo Saltini. Somado a isso, a base de vendas dos caminhões com PBT inferior a 15 toneladas foi alta no primeiro semestre de 2012 porque estavam sendo esvaziados os estoques dos antigos Euro 3 com preços mais baixos.

Somente em junho foram licenciados pouco mais de 13 mil caminhões, o que representa acréscimo de 21,2% sobre o mesmo mês do ano passado e de 3,4% sobre maio último. Foram entregues 419 semileves, 2,8 mil leves, mil médios, 3,9 mil semipesados e 4,8 mil pesados.

PRODUÇÃO

A produção de caminhões saltou 52,5% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012, para 95,2 mil unidades. A alta maior, de 93,1%, foi observada no segmento de semileves. Dentre os demais, o único a apresentar crescimento de produção abaixo de 50% foi o de pesados, mas também com ascensão significativa na mesma base de comparação, de 42,9%.

Em junho saíram das linhas de montagem 17,1 mil caminhões. O resultado representa expansão de 94,3% sobre junho de 2012 e de 4,8% sobre maio último. Os fabricantes montaram 398 semileves, 3,4 mil leves, 1,1 mil médios, 6,4 mil semipesados e 5,8 mil pesados.

EXPORTAÇÃO

O único desempenho negativo do setor de caminhões foi no campo das exportações – não muito diferente do que acontece com o resto da indústria. Elas caíram 6,5% no período em relação ao ano passado, totalizando 11,3 mil unidades. Em junho último, com 2,5 mil unidades, os embarques de comerciais avançaram 8,6% sobre junho de 2012, mas encolheram 1,8% em relação a maio deste ano.



Tags: Anfavea, caminhões, vendas, produção, semileves, pesados, Luiz Moan, Marco Saltini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência