Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Nissan March feito no Brasil terá cara nova; Note entra na linha em janeiro de 2015
Note (carro vermelho) e Micra/March (azul): ambos serão fabricados na nova fábrica da Nissan no Brasil.

Lançamentos | 10/07/2013 | 21h10

Nissan March feito no Brasil terá cara nova; Note entra na linha em janeiro de 2015

Modelos começam a ser vendidos na Europa

PEDRO KUTNEY, AB

A Nissan começou a produzir para a Europa uma nova linha de modelos compactos, segmento B, que serão feitos também no Brasil, na nova fábrica que a montadora constrói em Resende (RJ), onde a empresa investe R$ 2,5 bilhões. Já foram oficialmente apresentados aos jornalistas europeus o Micra reestilizado, que nas Américas é vendido como March, e o novo Note, com carroceria monovolume, que por aqui deverá substituir o Livina.

Segundo informou uma fonte a Automotive Business, o cronograma de produção em Resende começa em janeiro de 2014 com o March. Sete meses depois, em julho, inicia a fabricação o sedã Versa. Em janeiro de 2015 está prevista a entrada em linha do Note. Todos os três foram projetados sobre a plataforma V, por isso compartilham diversos componentes e sistemas, tornando a operação de montagem mais produtiva.

NOTE: PEQUENO CAPRICHADO

Nissan
Design do novo Note orientará os identidade visual da marca: carro traz inovações como visão 360 graus no painel (foto menor) e porta-malas com compartimento extra (à direita).

O Note foi desenvolvido pelos centros de engenharia da Nissan localizados no Reino Unido e na Espanha. O carro traz uma nova identidade visual que, segundo a Nissan, vai orientar os próximos projetos. A produção já começou na planta inglesa de Sunderland, que recebeu investimentos de € 147,5 milhões. As concessionárias europeias da marca recebem o novo modelo entre outubro e dezembro para competir com rivais como Volkswagen Polo e Ford Fiesta.

Difícil prever se a Nissan vai caprichar tanto para o veículo a ser feito no Brasil, mas para o mercado europeu foram incorporadas ao Note inovações tecnológicas só vistas em modelos de alta gama, mais caros. Uma dessas inovações é o Nissan Safety Shield (algo como “escudo de segurança”), que coloca o carro em linha com as mais recentes tendências de segurança veicular, com uso de grande quantidade de sensores e câmeras por todos os lados que acionam monitores e alertas.

Ao todo, quatro sistemas monitoram tudo que acontece em volta do carro. O Blind Spot Warning (alerta de ponto-cego) funciona com uma câmera de ré grande-angular de 180 graus, que detecta a presença de veículos em pontos não visíveis das laterais, acionando uma discreta luz nos retrovisores externos. O sinal começa a piscar e é reforçado com um alerta sonoro caso o motorista queira mudar de faixa de rodagem.

A mesma câmera de ré orienta o funcionamento do Lane Departure Warning, que alerta sobre a troca de faixa sem o necessário acionamento da seta. O sistema de monitoramento também ajuda a estacionar: quando a ré é engatada, é acionado o alerta sonoro que avisa sobre pessoas ou objetos no caminho, e a tela de 5,8 polegadas no centro do painel passa a exibir as imagens de tudo que está atrás do carro.

O Note também pode ser equipado com o AVM, de Around View Monitor, com quatro minicâmeras que dão uma visão de 360 graus em volta do carro. O sistema converte as imagens e coloca na tela uma visão de cima, como se o veículo estivesse sendo filmado de um helicóptero logo acima. O sistema é acionado sempre que o motorista engata a ré ou quando seleciona essa função no painel, que funciona só até 10 km/h.

Outra funcionalidade é o navegador com o Google Send to Car, que permite planejar uma rota no computador pessoal e depois transmiti-la ao carro.

A Nissan foi bastante criativa na arquitetura do espaçoso porta-malas do Note, cuja capacidade regular de 325 litros pode ser ampliada para até 411 litros com o avanço do banco traseiro. Existe ainda um compartimento extra abaixo do assoalho do porta-malas, para guardar itens delicados ou de maior valor, que ficam fora da vista. Também pode ser instalada uma espécie de divisória modular que divide o espaço em duas partes em diversas configurações.

Na Europa o Note será vendido com três tipos de motorização: o novo motor de três cilindros 1.2 a gasolina de 80 cavalos e o mesmo 1.2 com injeção direta de combustível e turbocompressor de 98 cv, além do 1.5 turbodiesel de quatro cilindros e 90 cv. Todos são muito econômicos. Segundo a Nissan, o consumo varia de 21,2 km/l no caso do 1.2 a gasolina a 27,7 km/l com diesel. Todas as versões são equipadas com sistema Start-Stop, que desliga o motor quando o carro para e religa assim que o acelerador é acionado.

MICRA/MARCH DE CARA NOVA

Nissan
As novas linhas do Micra envolveram mudanças no design da dianteira e traseira do carro. No interior foram feitas pequenas modificações no painel, que agora pode ter a tela de 5,8 polegadas para navegação via satélite.

As mesmas configurações do motor 1.2 a gasolina usadas no Note equipam também o Micra reestilizado, que começa a ser vendido em toda a Europa em setembro. Para os mercados europeus o carro é produzido na Índia. Para outros países, onde também é vendido como March, existem linhas de produção na Tailândia, China e México – de onde vêm atualmente o modelo conhecido no Brasil.

As principais mudanças no Micra estão nos novos desenhos da traseira e dianteira, com consequentes modificações no capô, grade frontal, faróis e lanternas. Por dentro o painel e quadro de instrumentos foram redesenhados. Opcionalmente pode ser instalado o mesmo sistema de navegação do Note, com tela de 5,8 polegadas e o Google Send to Car.

O Micra/March é vendido atualmente em 56 países e a tendência é que ele tenha aparência similar em todos os mercados, incluindo o Brasil. Portanto, é bastante provável que o March a ser produzido em Resende a partir de janeiro de 2014 já tenha a nova cara global do modelo.



Tags: Nissan, March, Micra, Note, Livina, fábrica, Resende, Rio de Janeiro, Europa.

Comentários

  • tiagojb

    Se isso representa a identidade visual da marca, melhor a Nissan fechar as portas de uma vez antes que venham os prejuízos.

  • Ronaldo Gomes Ribas

    É interessante notar que os motores pequenos de três cilindros desenvolvidos em outros países têm potência menor que os daqui, porém possuem torque em baixas rotações maior, eficiência e consumo específicos muito superiores aos nossos ! ...Está na hora de parar com está "mania de marketing", de querer vender os veículos com valores de potência maiores, porém comprometendo o torque em baixas rotações, consumo e emissões de poluentes.

  • Manuel

    Eu gostaria de saber quando esses veículos realmente serão fabricados em nosso País. A montadora está sendo finalizada em Resende-RJ? Efetivamente qual a expectativa para que tenhamos os carros da Nissan brasileiros em 2014? No site da empresa há uma notícia informando sobre a instalação da fábrica, porém não há fotos mostrando o atual estado da construção. Já enviei e-mail para a Nissan indagando e não informaram.

  • Fabio

    Andei nesse novo march 1.6 automatico nos EUA e adorei, que maquina maravilhosa. Recomendo e irei comprar quando lançar

  • Rui

    Tenho um Nissan March, aquirido em 2013. Com aprox. 3.000km. o rendimento foi de20l.p.km. Sendo que 40% rodado no perímetro urbano, 60% no asfalto, e aprox. 4h.com o ar condicionado ligado.Combustivel gasolina. Coloquei Alcool(etano) baixou o desempenho para 11l.p.km.Novamente estou abastecendo com gasolisa, e desempenho está em 14,..p.km. O carro está com 6.222 km.rodado. Lendo o manual, consta, que para o melhor desempenho, utilizar o mesmo combustível. Se trocar de combustive, é melhor rodar até 5.000km. Não sei o certo, estou utilizando sómente gasolina.

  • Regina Modolo

    Adquiri um march em outubro de 2014. O carro é show se formos colocar todos na mesma faixa de preço. O meu é 1.0 pra que mais se no Rio não se consegue andar com tanto engarrafamento. Um carro super confortável, pequeno por fora mas por dentro tem um bom espaço. Fácil de dirigir. Já estou com 7.500 km rodado sem nenhum problema. A unica coisa que não me agradou foi o fato de ter que fechar os vidros antes de sair do carro pois quando você aciona o fechar as portas o vidro não fecha sozinho.Mas no resto é muito bom.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência