Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
BYD produz novo chassi para ônibus em Campinas
Chassi BYD usa motorização elétrica com potência equivalente a 420 cv e autonomia de 300 km

Transportes | 02/08/2018 | 14h55

BYD produz novo chassi para ônibus em Campinas

Modelo elétrico de piso alto serve para carrocerias urbanas ou rodoviárias

MÁRIO CURCIO, AB

A fabricante de veículos elétricos BYD começou a produzir em Campinas (SP) um novo chassi para ônibus de piso alto. Chamado D9A, o modelo pode ser utilizado em versões urbanas, intermunicipais ou para fretamento com até 13,2 metros de comprimento. Uma unidade com carroceria Caio foi exposta da Lat.Bus & Transpúblico, que termina em 2 de agosto no Transamérica Expor Center.

“O chassi tem 30% de conteúdo local. Em 2020 serão 50% e até 2022 chegaremos a 70%”, afirma o diretor de marketing e novos negócios da BYD, Adalberto Maluf.



O D9A tem dois motores elétricos instalados cada um em um rodado traseiro. A potência fornecida equivale, segundo a BYD, a um motor a diesel de 420 cavalos. A autonomia é de 300 quilômetros.

As baterias são garantidas por oito anos e o trem de força, por cinco. A BYD já produzia no Brasil o chassi de piso baixo D9W, também para carrocerias até 13,2 metros. E forneceu para a Volare o chassi D7N.

“Até o fim do ano nossa estimativa é produzir 60 chassis no Brasil”, afirma o vice-presidente de vendas da companhia, Wilson Pereira. A empresa também produz em Campinas os recarregadores de energia com painéis solares, que resultam em economia de até 75% do custo operacional. A BYD tem atualmente 465 colaboradores no Brasil.



Tags: BYD, ônibus, fretamento, Lat.Bus & Transpúblico, D9A, D9W, D7N.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência