Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Recalls terão mais adesão com ajuda de novas regras

Segurança | 04/07/2019 | 19h25

Recalls terão mais adesão com ajuda de novas regras

Governo federal criou serviço nacional para aumentar o alcance das convocações

MÁRIO CURCIO, AB

A necessidade de ampliar o atendimento a campanhas de recall levou o governo federal a atualizar as regras para essas convocações e a criar o Serviço Nacional de Notificação de Recall de Veículos.

O principal objetivo é aumentar o comparecimento às campanhas. “A intenção é que a taxa suba dos atuais 40% para 90% de atendimento, como ocorre na Europa”, afirma Luiz Carlos Moraes, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A entidade fornecerá dados relativos aos recalls ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que em conjunto com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) utilizará todas as formas de comunicação com os proprietários dos veículos, incluindo correspondências impressas, mensagens por SMS e redes sociais.

“Os recalls pendentes serão comunicados até mesmo na renovação do licenciamento do veículo”, recorda Moraes. De acordo com o texto da nova regulamentação, as montadoras terão de manter em seus sites, em local de fácil acesso, a informação sobre o recall dos veículos por dez anos, período que pode ser prorrogado.

E sempre que iniciar investigações e identificar produtos defeituosos, deverá comunicar a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), além de assumir a responsabilidade pela elaboração de táticas eficientes para levar o consumidor a atender às convocações.

Assista ao vídeo sobre novas regras para recalls:




Tags: Recalls, Anfavea, Luiz Carlos Moraes, Denatran.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência