Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Randon Implementos estuda instalar novas fábricas no México e na África do Sul
Caio Rebello fala dos planos de internacionalização da Randon Implementos durante o ABPLAN 2020. Foto: Luis Prado

Indústria | 20/08/2019 | 18h32

Randon Implementos estuda instalar novas fábricas no México e na África do Sul

Projeto estratégico de descentralizar a produção de carretas visa aumentar competitividade da marca em outras regiões

REDAÇÃO AB

Com linhas de montagem na Argentina e no Peru, a Randon Implementos estuda investimentos na produção de carretas no México e na África do Sul . A informação é do gerente de vendas internacionais da empresa com sede em Caxias do Sul (RS), Caio Rebello, que participou na segunda-feira, 19, do Workshop Planejamento Automotivo ABPLAN 2020, realizado por Automotive Business no WTC Events Center, em São Paulo.

Em palestra sobre “O caminho para a Internacionalização de empresas brasileiras”, o executivo fez um relato das ações da Randon nesse sentido e comentou sobre projeto estratégico atual de diversificar a fabricação de semirreboques e expandir operações para fora da América do Sul.

“Ter operações locais é a chave para conquistar negócios novos em outras regiões. Não adianta querer ser competitivo exclusivamente a partir do Brasil”, destacou Caio Rebello.



O México, segundo o gerente de vendas internacionais da Randon, tem hoje um mercado de 20 mil carretas/ano, enquanto os Estados Unidos absorvem 300 mil unidades. “Ainda estamos avaliando onde devemos nos instalar primeiro”, disse.

. No caso da África do Sul, o mercado é de 10 mil unidades/ano e o ideal seria ter uma linha de produção com capacidade de pelo menos 1 mil semirreboques/ano. Rebello deixou claro em sua palestra que internacionalizar não é só exportar, mas estar atento às oportunidades e investir fortemente em serviços, pois o pós-venda é fundamental em qualquer negócio.

A Randon projeta produzir mais de 20 mil carretas este ano e sua meta é ter nas exportações pelo menos 25% da sua receita. “Pode levar uns cinco anos para atingirmos esse índice, mas estamos trabalhando fortemente nesse projeto”.

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS AUTOPEÇAS



Flavio Del Soldato, conselheiro do Sindipeças, também falou sobre internacionalização e exportação no Workshop Planejamento Automotivo ABPLAN 2020, com foco nos negócios específicos das autopeças. Ele destacou o projeto desenvolvido pela entidade em parceria com a Apex-Brasil, que visa incrementar os negócios externos principalmente das pequenas e médias empresas. O programa envolve recursos da ordem de R$ 7,4 milhões, 295 empresas e já gerou receita adicional para o setor de US$ 1 bilhão

“A ociosidade da indústria brasileira de autopeças está hoje na faixa de 35% e as exportações respondem por apenas 11% das receitas. Ampliar as vendas externas, portanto, não exige investimento em capacidade e é um excelente caminho para ganharmos volume e competitividade”, avaliou Flavio Del Soldato.



O conselheiro do Sindipeças defendeu os acordos comerciais com outros países, destacando a importância do que está sendo encaminhado com a União Europeia. “Mesmo que seus frutos sejam a médio e longo prazos, já é um avanço.”

. Um exemplo de internacionalização no setor é o da Sabó. Para falar sobre como investir nas exportações de autopeças, a Automotive Business convidou o diretor geral da empresa, Lourenço Agnello Oricchio Jr., que aproveitou o evento para contar como a empresa deu a volta por cima nos anos 90, quando o setor passou por uma reformulação por aqui.

. “Quase fomos vendidos naquela ocasião. Mas optamos em ir para fora e iniciamos então a internacionalização da Sabó. Para ter domínio do cliente tem de estar próximo das matrizes das montadoras, participar dos projetos desde o início”, afirmou Oricchio Jr, destacando que a empresa está por dentro do que acontece nas grandes montadoras, como Volkswagen, GM, BMW, Audi e Ford, seus principais clientes.



Tags: Randon Implementos, carretas, indústria, internacionalização, Workshop Planejamento Automotivo 2020, ABPLAN 2020.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência