Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Iveco fornecerá blindado 4x4 ao Exército Brasileiro
Veículo tem tração 4x4, proteção balística e contra minas, motor de 190 cv e câmbio automático de 6 marchas

Negócios | 07/11/2019 | 19h24

Iveco fornecerá blindado 4x4 ao Exército Brasileiro

Modelo LMV-BR é montado na Itália e terá 32 unidades entregues até 2022

REDAÇÃO AB

A Iveco fornecerá ao Exército Brasileiro 32 unidades do LMV-BR, veículo 4x4 blindado produzido na Itália. A empresa venceu uma licitação e entregará as unidades até 2022. A cerimônia de assinatura do contrato ocorreu em Brasília (DF) com a presença do embaixador da Itália e de executivos da CNH Industrial.

“O LMV-BR é peça-chave do programa Guarani, que tem o objetivo de modernizar a frota de viaturas blindadas 4x4, 6x6 e 8x8 das forças terrestres”, afirma Humberto Spinetti, diretor da divisão Iveco de veículos de defesa para a América do Sul.

Segundo a montadora, apesar da produção italiana, os veículos receberão armamentos e pintura no Brasil. Também de acordo com a Iveco, é possível que os próximos lotes do LMV-BR sejam produzidos na fábrica de Sete Lagoas (MG), onde já é feito o Guarani 6x6.

A Iveco informa que já produziu mais de 4 mil unidades do veículo, que já foi adotado por países que fazem parte da Otan, entre eles Itália, Espanha, Bélgica, Áustria, Inglaterra e Noruega. Foi utilizado também em missões no Afeganistão, Líbano, Kosovo e Chade.

Ele recebe proteção balística e contra minas. Usa motor FPT a diesel de 190 cavalos, recebe transmissão automática de seis marchas e controle eletrônico de estabilidade.



Tags: Iveco, 4x4 blindado, Exército Brasileiro, Guarani, CNH Industrial, Humberto Spinetti, FPT.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência