Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Master compra metalúrgica Ferrari por R$ 14 milhões
A partir da esquerda: Juliano e Paulo Ferrari, Sérgio Carvalho (Randon), Ricardo Escoboza (Master) e Vilmar Brambatti (Ferrari)

Autopeças | 12/11/2019 | 12h11

Master compra metalúrgica Ferrari por R$ 14 milhões

Aquisição amplia competitividade da fabricante de freios pertencente à Randon

REDAÇÃO AB

Reportagem atualizada às 18 horas

A divisão Master Sistemas Automotivos, pertencente às Empresas Randon, adquiriu a Ferrari Indústria Metalúrgica, de Flores da Cunha (RS). O valor da transação foi de R$ 14 milhões. O negócio foi formalizado a partir da assinatura de um contrato para compra integral das ações da empresa. A conclusão da operação deve ocorrer no primeiro trimestre de 2020.

Com a compra, a Master amplia sua competitividade ao adicionar itens fundidos em alumínio sob pressão ao seu portfólio. “Com essa aquisição estamos promovendo a integração da cadeia produtiva e avançando na estratégia de crescimento da Master, potencializando também a atuação no mercado externo”, afirma o COO da divisão de autopeças das Empresas Randon, Sergio Carvalho. O executivo recorda que a operação faz parte do ciclo de expansão das Empresas Randon.

A Ferrari foi fundada em 1987 e iniciou suas atividades realizando fundição por gravidade. Dez anos depois inaugurou uma linha de injeção e se especializou na fundição sob pressão de alumínio. A Master produz freios para caminhões, ônibus, reboques e semirreboques. Surgiu em 1986 a partir de uma joint venture entre a Randon e a Meritor.



Tags: Master, Ferrari Indústria Metalúrgica, Randon, freios, alumínio, Sergio Carvalho.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência