Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Sindicato do ABC quer reunião com Caoa após encontro com BNDES
Fábrica da Ford encerrou a produção de caminhões em 30 de outubro

Indústria | 21/11/2019 | 17h21

Sindicato do ABC quer reunião com Caoa após encontro com BNDES

Presidente da entidade confirma que não há pedido de aporte ao banco para aquisição da fábrica da Ford

REDAÇÃO AB

Após uma reunião com representantes do BNDES na última terça-feira, 19, os dirigentes do sindicato dos metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) querem se encontrar com a Caoa para verificar o andamento das negociações da compra da fábrica da Ford no ABC Paulista.

“Queremos saber em que pé está a negociação e se o interesse continua ‘forte’”, afirmou em uma entrevista ao jornal Agora após o encontro com representantes do BNDES.

O presidente do sindicato disse que a reunião com o BNDES tinha o objetivo de verificar os desdobramentos da negociação entre a Ford e a Caoa após informações desencontradas. Segundo ele, o superintendente de área industrial do banco, Marcos Rossi Martins, e a responsável pelo setor automotivo, Ana Cristina, explicaram as linhas de financiamento disponíveis por videoconferência.

“O BNDES confirmou que tive reuniões com a Caoa, sendo a última no fim de outubro e que não há pedido formal da Caoa de aporte para aquisição da planta da Ford São Bernardo”, disse Santana. “De fato, o BNDES não financia aquisição, mas afirmou que está à disposição para o financiamento dos valores necessários para investir em modernização, reestruturação, engenharia e para a sequência do negócio. Mas que essas tratativas, pelas próprias regras do BNDES, só podem ser feitas após a concretização do negócio”, acrescentou.

Além de Santana, participaram da reunião o ex-presidente do sindicato, Rafael Marques, o diretor executivo, Alexandre Colombo, e Adalto Oliveira, da equipe de coordenação do CSE na Ford.

Para Marques, o que se espera agora é rapidez nas negociações. Ele lembra que no início de setembro, o governador de São Paulo, João Doria, disse que o desfecho da negociação seria divulgado em até 45 dias, o que não aconteceu.

Naquela ocasião, o governador convocou uma coletiva de imprensa para a confirmar a compra da fábrica paulista da Ford pela Caoa com a presença dos presidentes de ambas as montadoras. Aos jornalistas presentes, o fundador da Caoa disse que não haveria financiamento do BNDES, mas que a empresa poderia utilizar o IncentivAuto do governo do Estado.

“Prioridade é atuar para que o processo siga em frente, lembrando que o fechamento da Ford impacta 30 mil trabalhadores na região metropolitana de São Paulo. Vamos pedir também uma reunião com o governo estadual, que vem acompanhando o processo desde o início”, disse Marques à reportagem do Agora.

Com a negociação ainda sem desfecho, a Ford fechou a fábrica de São Bernardo no último 30 de outubro. Até março de 2020, funcionários da área administrativa da empresa serão transferidos para um escritório na capital paulista, confirma o sindicato.



Tags: Sindicato, ABC Paulista, Ford, Caoa, fábrica.

Comentários

  • Fabio

    Interessanteesse interesse, canalhas incitam os trabalhadores às demandas absurdas e muito provavelmente falsas até levarem a empresa à lona, agora fingem interesse, perfídia..,

  • MarcioTieppo

    Agorao sindicato quer agilidade ? Depois de toda a pressão e as paralizações que fizeram na Ford e que resultou em mais uma fábrica deixando o ABC.

  • AngeloGaiarsa Neto

    Esteé o resultado prático do sindicalismo selvagem praticado pelos petralhas; agora vão catar coquinho e procurar emprego na Venezuela ou em Cuba.

  • Sandra

    Maisuma vez foram todos enganados !!?? Ate mesmo pelo governador de São Paulo que confirmou na última coletiva com repórteres que a compra da planta da Ford pelo grupo CAOA !!!! CAOA , Ford e governador todos nós enganaram!!!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência