Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Mobileye oferece sensores para carros no pós-venda
Kit da Mobileye: sensor atrás do retrovisor e display com alertas para carros, pedestres e mudança de faixa

Segurança | 25/03/2020 | 19h32

Mobileye oferece sensores para carros no pós-venda

Kit com sensor e display detecta e alerta sobre carros, pedestres e mudança de faixa; pode ser instalado por R$ 4 mil

REDAÇÃO AB

O sistema de sensor e alerta de segurança da Mobileye, que já vinha sendo oferecido para caminhões e ônibus, agora também pode ser instalado em automóveis no Brasil. A FFTech, importadora oficial dos produtos da empresa israelense no mercado brasileiro, recentemente também passou a vender os dispositivos para veículos leves no pós-venda, em concessionárias e lojas de assessórios.



O kit da Mobileye pode ser instalado por cerca de R$ 4 mil, incluindo um sensor que é fixado no para-brisa atrás do retrovisor e um pequeno display acima do painel do carro, que emite alerta sonoro e visual sempre que detecta carros ou pedestres à frente, evitando possíveis colisões ou atropelamentos para motoristas mais distraídos. O dispositivo também monitora e avisa quando o carro muda de faixa, lê as placas de velocidade máxima, calcula distâncias entre veículos e prevê impactos antecipadamente, atuando como um olho eletrônico.

Fundada como uma startup em Israel em 1999 e comprada pela gigante Intel em 2017, a Mobileye tem uma série de acordos de parceria com fornecedores de sistemas avançados de assistência ao motorista e fornece seus sensores diretamente a algumas montadoras. Calcula-se que seus dispositivos equipam cerca de 50 milhões de veículos no mundo. No Brasil o kit da Mobileye não é fornecido diretamente aos fabricantes de veículos, só é oferecido no pós-venda, por isso paga imposto de importação cheio e tem custo mais elevado.

“A redução do imposto poderia garantir a instalação na frota já existente e não só nos modelos mais luxuosos que saem das fábricas com o equipamento. Os consumidores também ficam mais protegidos se mais veículos tiverem o dispositivo instalado para evitar acidentes. Até mesmo os motoristas de aplicativos ou táxis teriam mais acesso, gerando uma maior segurança aos passageiros”, defende Celso Gitelman, CEO da FFTech, representante exclusivo da Mobileye no Brasil.

Se fosse fornecido diretamente às montadoras, os sensores da Mobileye possivelmente poderiam ser enquadrados nos incentivos do Rota 2030, programa de desenvolvimento da indústria automotiva no País que prevê a isenção de impostos para componentes sem fabricação nacional.

No ano passado, a FFTech apresentou o kit de segurança para caminhões em seu estande na Fenatran. Com o crescimento das vendas do dispositivo no mercado brasileiro, que saltaram de 2 mil unidades em 2018 para cerca de 8 mil em 2019, Gitelman afirmou que estava em estudo a instalação de uma fábrica da Mobileye no Brasil, possivelmente no segundo semestre deste ano, com parte do investimento bancado pela empresa israelense. Contudo, o atual cenário de recessão econômica trazido pela pandemia de coronavírus poderá atrasar o projeto.



Tags: Mobileye, segurança, sensor, FFTech, aftermarket, pós-venda.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência