Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de ônibus cai 13,4% no primeiro trimestre

Indústria | 07/04/2021 | 19h05

Produção de ônibus cai 13,4% no primeiro trimestre

Impacto da Covid-19 no setor foi minimizado pelo Caminho da Escola, que respondeu por 26% das entregas

MÁRIO CURCIO, PARA AB

As fabricantes instaladas no Brasil produziram em março 2,1 mil novos ônibus, anotando alta de 35,3% sobre fevereiro e de 7,9% na comparação com março do ano passado. No entanto, as 5,2 mil unidades fabricadas no trimestre resultaram em queda de 13,4% na comparação com iguais meses do ano passado.

Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Os modelos urbanos somaram no trimestre 4,8 mil unidades e quase repetiram o resultado do início de 2020 (aumento de apenas 0,5%). Já os modelos rodoviários ficaram abaixo das 400 unidades no trimestre e anotaram queda de 67,4%. A retração no setor de ônibus permanece como a pior da indústria automobilística em consequência da pandemia de Covid-19, mas foi amenizada pelos veículos entregues ao programa Caminho da Escola.

“Eles representaram mais de um quarto, 26% das vendas totais neste primeiro trimestre”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Gustavo Bonini.



Isso significa que foram emplacados mais de 850 ônibus voltados a esse programa. Na outra extremidade estão os modelos articulados, essenciais nos grandes centros urbanos. Eles representaram apenas 1% do mercado neste começo de ano, algo como 30 unidades entregues, confirmando a dificuldade das empresas de transporte em renovar suas frotas durante a pandemia. De acordo com Bonini, nos próximos meses o Caminho da Escola terá menor impacto nos licenciamentos.

EXPORTAÇÕES CAEM 16,3%



As montadoras exportaram em março 372 ônibus, anotando alta de 67,6% sobre fevereiro e de 21,2% na comparação com março do ano passado. O acumulado do trimestre teve 845 unidades vendidas ao exterior, levando a uma queda de 16,3% na comparação com o início de 2020, que já havia sido bastante ruim por causa da retração do mercado argentino.

O maior volume exportado no trimestre foi de ônibus urbanos, 556 unidades, resultando em uma discreta alta de 1,8%. O envio de ônibus rodoviários somou 289 unidades, 37,6% a menos pela comparação interanual.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Ônibus, Anfavea, Gustavo Bonini, produção, exportações, Covid-19, Caminho da Escola, articulados, rodoviários, licenciamentos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now