Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 21/07/2015 | 18h46

Indústria tem queda na produção e emprego em junho

Segundo CNI, uso da capacidade instalada fechou o mês em 65%

AGÊNCIA BRASIL

A indústria teve queda na produção e no emprego em junho. De acordo com a sondagem do setor, divulgada no dia 21 pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice de produção continuou abaixo dos 50 pontos e registrou 40,3 no mês passado, 1,4 ponto abaixo do observado em maio. O indicador varia de 0 a 100 e valores abaixo de 50 apontam diminuição da produção ante o mês anterior.

Segundo a pesquisa, o índice para o número de empregados ficou em 40,7 pontos no mês, mantendo-se abaixo de 50 e com variação negativa de 0,7 ponto em relação a maio (dentro da margem de erro da pesquisa).

O uso da capacidade instalada, que mede o grau de ociosidade do setor, caiu mais 1 ponto em junho e marcou 65% da capacidade produtiva, o menor porcentual registrado para a série mensal, iniciada em janeiro de 2011.

Para 44,8% dos empresários entrevistados, o principal problema atualmente é a elevada carga tributária. De acordo com a CNI, o resultado sugere que as recentes medidas do governo federal para o cumprimento do ajuste fiscal e as discussões sobre o tema teriam aumentado ainda mais a preocupação com os efeitos deletérios da tributação sobre as empresas.

PESSIMISMO

Segundo a CNI, as expectativas dos empresários da indústria estão cada vez mais pessimistas. Os indicadores de expectativa também variam de 0 a 100. Os índices que representam as expectativas da demanda, de compras de matérias-primas e de empregados foram, respectivamente, de 46,6, 44,6 e 41,1 pontos em julho.

De acordo com a CNI, enquanto os dois primeiros oscilaram dentro da margem de erro entre junho e julho, o índice de expectativas de número de empregados recuou um ponto.

A exceção foi a estabilidade na expectativa de exportação: o índice alcançou 49,9 pontos em julho, aumento de 1,5 ponto em relação ao mês anterior. Segundo a CNI, esse índice próximo à linha divisória revela que há expectativa de manutenção da quantidade exportada para os próximos seis meses. A exceção pode decorrer da desvalorização do real em 2015 e da redução da volatilidade de sua taxa ante o dólar.

A intenção de investimento da indústria caiu para 41,3 pontos em julho, o menor valor desde o início da série histórica em novembro de 2013.



Tags: CNI, indústria, emprego, produção, carga tributária, capacidade instalada.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now