Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Indústria terá de encurtar ciclos de planejamento

Eventos | 03/03/2021 | 15h06

Indústria terá de encurtar ciclos de planejamento

Agravamento da pandemia e dificuldades com a cadeia de suprimentos exigem adequação de todo o setor

MÁRIO CURCIO, PARA AB



O cenário atual formado pelo agravamento da pandemia e as dificuldades com a cadeia de suprimentos obrigam as empresas do setor automotivo a encurtar seus ciclos de planejamento, para seis meses em vez de um ano, por exemplo. A sentença foi dada por Letícia Costa, sócia da Prada Assessoria, durante o AB Plan 21 Near, evento on-line realizado em 3 de março por Automotive Business.

Letícia destaca que o período exige grande equilíbrio nas decisões. “A indústria automobilística terá dificuldades porque já parte de um ano fragilizado”, recordou, em sua apresentação intitulada "Como Planejar Negócios num Mundo BANI" (acrônimo de Brittle, Anxious, Nonlinear e Incomprehensible, ou quebradiço, ansioso, não linear e incompreensível).

“Este momento atual é a evolução do conceito VUCA, que até há pouco tempo enquadrava o mundo como volátil, incerto, complexo e ambíguo. Nesse novo contexto, além da pandemia de Covid-19, os combustíveis alternativos, os carros autônomos, a eletrificação e a digitalização são fatores que fazem com que a gente esteja num mundo muito mais BANI do que VUCA”, diz Letícia.

“Se o mundo é frágil, preciso ter capacidade de resiliência. Se existe ansiedade eu preciso de empatia e capacidade de atenção plena. Se não é linear, preciso muito entender o contexto e ser adaptável. E se é incompreensível eu vou precisar de transparência e algo de intuição, que não necessariamente é usada no mundo dos negócios”, explica Letícia Costa.



Essa capacidade de adaptação será importante nos próximos meses porque os problemas atuais com a cadeia de suprimentos devem demorar mais do que o previsto até a normalização. Letícia também lembra que liquidez continua sendo um elemento-chave para as empresas sobreviverem.

“Eu tenho expectativa de que a cadeia seja reorganizada no segundo semestre, mas se você quer saber, ninguém tem certeza. Então, preparem-se em um ambiente de contingência, e para aquelas empresas que puderem, tenham um colchão de liquidez”, ressaltou.

Em sua apresentação, Letícia apontou também que nesses exercícios de planejamento não se pode deixar de “pensar grande”, porque disrupções apresentam grandes oportunidades de melhoria e inovação. “Fica mais fácil em momentos de disrupção o consumidor aceitar mudanças”, recorda.

A sócia da Prada Assessoria também reconheceu as dificuldades inerentes ao governo atual, que “nestes dois anos demonstrou uma dificuldade gigantesca de planejamento”. Dessa forma, ela acredita que o setor automotivo deverá focar seus esforços e exigir reformas tributárias e administrativas.



Tags: Letícia Costa, Prada Assessoria, AB Plan 21 Near, Bani, Vuca, pandemia, planejamento.

Comentários

  • PauloRoberto Guedes

    ALetícia Costa é uma das poucas analistas do setor automotivo que, além da sensatez e ponderação em suas 'falas', consegue ser objetiva, realista e fazer diagnósticos aceitáveis. Parabéns a ela, mais uma vez.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Mobility Now

ABTV

Mobility Now