Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Fornecedores prometem seguir evolução da Fiat na nova era  Stellantis

FIAT 45 ANOS | 15/07/2021 | 16h00

Fornecedores prometem seguir evolução da Fiat na nova era Stellantis

Parceiros de longa data, como Lear, Pirelli, Usiminas e Yazaki, relembram relacionamento com a marca e exaltam oportunidades no desenvolvimento de projetos inovadores

VITOR MATSUBARA, AB





Diz o velho ditado de que a “união faz a força”. Essa frase encontra coro na indústria automotiva, que não sobrevive sem a ajuda dos fornecedores. Prova disso é a recente escassez de componentes vitais para a produção de automóveis, que vem prejudicando a produção de várias montadoras no Brasil.

Mesmo em meio ao caos provocado pela crise econômica e as indefinições da pandemia, alguns fabricantes ainda têm bons motivos para comemorar em 2021. É o caso da Fiat, que completa neste ano 45 anos de atividades em solo nacional.



LEIA TAMBÉM:
> Como nasceu o pioneirismo mineiro da Fiat, que é a cara do Brasil
> Linha do Tempo: veja os principais marcos da história da Fiat no Brasil
> Betim, a fantástica fábrica da Fiat
> O que a Fiat brasileira tem a ensinar à matriz
> Parceiros falam sobre os 45 anos da Fiat



Só que a marca nem sempre esteve na liderança do mercado brasileiro. Estabelecer-se em um setor acostumado a nomes de peso (a Fiat foi a última das “quatro grandes” marcas a produzir carros por aqui) foi um desafio enorme.



Patrocínio


PARCEIRAS DE DÉCADAS



Para tanto, a Fiat contou com o apoio de vários fornecedores. Alguns deles, inclusive, estão com a marca italiana desde o primeiro dia de operações – e até antes do início de suas atividades.

“Temos mais de 45 anos de uma parceria muito intensa, já que nossa relação foi iniciada antes da fabricação do primeiro carro, que foi o 147. A Usiminas fornecia quase todas as peças que eram utilizadas no carro, com exceção do tanque de combustível”, revela Miguel Homes, vice-presidente comercial da Usiminas.


Fundada em 1956, a Usiminas é líder na produção de aços planos. Parceira de longa data da Fiat, a siderúrgica inaugurou um centro de pesquisas em 1971 e sempre manteve uma relação de proximidade com a empresa.

Miguel afirma que são muitos os momentos marcantes nestes mais de 45 anos de parceria com a Fiat. Um dos mais importantes aconteceu em 2015, quando a então FCA nomeou a Usiminas como fornecedora de aço para a então recém-inaugurada planta de Goiana (PE), hoje responsável pela produção de modelos das marcas Fiat e Jeep.

“A Fiat tem sido um exemplo de empresa muito profissional e transparente. Hoje vemos o grupo Stellantis como uma referência industrial. Tenho certeza que muitos anos estão por vir e vamos tentar acompanhá-los nestes novos desafios”, afirma.

DE CARONA NAS OPORTUNIDADES



Fabricante de bancos e chicotes, a Lear é outra que está ao lado da Fiat há décadas. “Nosso relacionamento com a Fiat já data de mais de 25 anos, e tem sido uma parceria estratégica muito bacana durante todo esse tempo. Todas as marcas da Stellantis, e a Fiat em particular, cultivam uma proximidade muito grande entre os times. Então isso possibilita uma renovação muito grande nesta relação de confiança entre as partes”, declara Marcelo Moraes, presidente da Lear para América do Sul.

O executivo acredita que a parceria entre Lear e Fiat deve se fortalecer nos próximos anos, e prevê novas oportunidades com o grupo Stellantis.


“Essa parceria vai crescer cada vez mais e acredito firmemente que, quanto mais trabalharmos juntos, mais vamos fortalecer nossas relações. Vejo a indústria crescendo potencialmente com plataformas novas globalmente falando e a Fiat sendo um agente transformador na indústria. E vejo a gente ao lado da Fiat com a certeza de que teremos muitas oportunidades.”

CRESCENDO COM A FIAT



Quem também já construiu uma relação muito próxima com a Fiat foi a Yazaki. A empresa se tornou fornecedora dos italianos há mais de 10 anos por meio da aquisição de uma fabricante de chicotes. Hoje a Fiat – e todo o grupo Stellantis – é considerada como “cliente preferencial”.

Lázaro Figueiredo, presidente da Yazaki para o Mercosul, lembra de algumas passagens emblemáticas. “Recentemente, um capítulo muito importante aconteceu durante as negociações para a construção de uma nova fábrica bastante moderna para atender os produtos Jeep na cidade de Bonito, na zona da mata de Pernambuco. É uma planta dedicada à Stellantis que vai gerar por volta de 2 mil empregos em uma região extremamente carente.”


Para Figueiredo, a Yazaki pode crescer juntamente com a Fiat no futuro. “O mercado automotivo é extremamente competitivo e nos força todos os dias a sermos um pouco melhores do que ontem. A criação do grupo Stellantis vai engrandecer nossa estratégia de desenvolvimento de produtos e negócios, e acredito que vai gerar novas oportunidades para os fornecedores. E aí é que entra a Yazaki, por sua capacidade de desenvolvimento, por sua tecnologia e principalmente pela capacidade de atendimento de tudo que o cliente necessita. Então só vejo boas possibilidades”, garante.

RAÍZES ITALIANAS



Assim como acontece com outras montadoras, o elo entre fornecedor e cliente pode vir de fora do Brasil. É o caso da Pirelli, cuja parceria com a marca está muito calcada nas origens italianas.

“São duas empresas italianas com culturas muito próximas. Toda empresa italiana é movida por paixão, então é uma relação muito intensa. Nós temos muita confiança [na Fiat] , então as discussões que acontecem em qualquer relação são trabalhadas em conjunto para que as duas partes saiam ganhando”, analisa Ricardo Winterstein, diretor de vendas da Pirelli.

Questionado sobre momentos importantes da relação entre as empresas conterrâneas, Winterstein lembra de um recente lançamento da Fiat: a nova Strada. “Substituir um produto que já era líder em seu segmento e com uma presença tão forte no mercado brasileiro era uma responsabilidade muito grande para ambos os lados. E trabalhando em conjunto, nós conseguimos entregar um produto com alta performance e alta segurança”, afirma.

Ricardo acredita que essa relação seguirá rendendo bons frutos. “PIrelli e Fiat são empresas de ponta dentro de seus segmentos. Estaremos sempre trabalhando para apoiar fortemente a Fiat em tecnologia e soluções. A gente sabe que o mercado está em constante mudança e, para entregar esse produto para o cliente, inovação e tecnologia são as chaves para o sucesso”, conclui.



VEJA O VÍDEO DESTAS ENTREVISTAS:

> Parceiros falam sobre os 45 anos da Fiat





Tags: Fiat, Stellantis, Pirelli, Usiminas, Lear, Yazaki, Miguel Homes, Marcelo Moraes, Ricardo Winterstein, Lázaro Figueiredo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now