Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Meritor dobra produção de eixos e entra na era da eletrificação
Produção de eixos trativos ganha ritmo acelerado na fábrica da Meritor em Osasco

Indústria | 19/07/2021 | 19h28

Meritor dobra produção de eixos e entra na era da eletrificação

Empresa completa 65 anos no Brasil com ritmo acelerado e novos produtos

PEDRO KUTNEY, AB

Em recuperação robusta após o impacto da pandemia de coronavírus em 2020, a Meritor começou o ano em que comemora 65 anos de operações no Brasil em ritmo acelerado na fábrica de Osasco, na região metropolitana de São Paulo. A maior fabricante de eixos trativos para veículos comerciais pesados acima de 6 toneladas de PBT projeta dobrar produção para 120 mil unidades até o fim de 2021, em alta de 90,5% sobre os 63 mil do ano passado. Ao mesmo tempo, a empresa investe da nacionalização de mais produtos que serão oferecidos neste segundo semestre e 2022, incluindo sua entrada na era da eletrificação em nível global e também no Brasil.

Publicidade



“Mesmo com a pandemia, estamos conseguindo atender 100% dos pedidos em 2020 e deveremos fornecer mais de 120 mil eixos este ano. Estamos otimistas quanto ao futuro da indústria automotiva no Brasil, teremos anos promissores pela frente”, diz Adalberto Momi, vice-presidente da Meritor América do Sul.



Também afetada pela escassez e encarecimento de diversos insumos, a Meritor até o momento conseguiu manter a produção em alta para atender os clientes. “Há um trabalho em andamento para evitar o desabastecimento; estamos antecipando os movimentos para gerarmos alternativas que são divididas com os nossos parceiros, com a ampliação dos canais e adesão de múltiplas fontes em toda a nossa cadeia”, afirma o diretor de compras Rafael Souza.

A Meritor domina cerca de metade do mercado nacional de eixos trativos para caminhões e ônibus acima de 6 toneladas de peso bruto total (PBT), porcentual que sobe para 60% se computados só modelos pesados acima de 15 toneladas. Em seus 65 anos no País a empresa já desenvolveu e produziu pouco mais de 3,5 milhões de eixos de tração para veículos de 6 a 125 toneladas de Peso Bruto Total Combinado (PBTC), atualmente fornecidos diretamente a Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO), Iveco, Mercedes-Benz, DAF, Volvo e Agrale.

“Apesar de estarmos otimistas com a alta demanda e a fila de espera por caminhões, após um ano de retração por conta da pandemia, teremos de ser cautelosos com a cadeia de suprimentos, tanto local quanto internacional, já que competimos com outras regiões do mundo e precisamos compartilhar os volumes e preços das commodities que estão em alta”, pondera Kleber Assanti, diretor de vendas e marketing da Meritor América do Sul.

Segundo Assanti, continua nos planos o investimento na nova fábrica de eixos em Roseira (SP), cuja intenção de compra do terreno de 160 mil metros quadrados foi assinada há um ano . “Precisamos reavaliar o cronograma [de operação da nova planta] por causa das condições de mercado, com queda muito forte por causa da pandemia, mas agora temos novo aquecimento e vamos estudar o melhor momento”, explica.

NA ERA DA ELETRIFICAÇÃO




O MS-120 ECO, desenvolvido para trabalhar com o motor elétrico do e-Delivery

Especialista em um elemento totalmente mecânico que transmite e divide tração para as rodas de veículos comerciais pesados, a Meritor também está entrando na era da eletrificação do powertrain em duas frentes distintas.

Uma dessas iniciativas foi desenvolvida pela engenharia da empresa aqui no Brasil, na esfera do e-Consórcio da VWCO do qual a Meritor faz parte, com o início este ano do fornecimento seriado do eixo ECO (sigla para Electric Compatible), concebido para funcionar acoplado diretamente ao motor elétrico do caminhão VW e-Delivery lançado comercialmente na semana passada.


O Blue Horizon 14xe: primeiro eixo elétrico da Meritor entrou em produção comercial nos EUA em julho

A outra frente de eletromobilidade, mais alinhada com as tendências tecnológicas globais, é a eletrificação do próprio eixo trativo, com a incorporação de um motor elétrico na caixa do diferencial, com ligação direta da tração para as rodas. Este mês a Meritor começou a produzir nos Estados Unidos o seu primeiro eixo elétrico Blue Horizon, o 14xe com três opções de potência contínua (150, 180 e 200 kW), projetado para equipar caminhões médios e pesados entre 9t e 26t de PBT nas configurações 4x2 e 6x2, ou 26t 6x4 de 40t de PBTC. O 14xe já foi apresentado ao público brasileiro na Fenatran de 2019 e, segundo Momi, “está em fase de prospecção no Brasil”.

A Meritor planeja lançar mais dois eixos elétricos Blue Horizon e em 2022 começa a fazer testes com os 12Xe e 17Xe, o mais leve com até 200 kW de potência contínua, indicado para caminhões entre 6t e 19t de PBT nas configurações 6x2 ou 4x2. Já o 17Xe irá equipar veículos de carga pesados, de 26t a 44t de PBTC, fornecendo até 430 kW contínuos para trações 6x2 ou 4x2.

“Existem conversas com nossos clientes e vemos que este mercado está começando a aparecer no Brasil. Estamos prontos a oferecer a solução que o cliente pedir, seja o eixo ECO eletrocompatível ou o 14xe que podremos adaptar aqui para as condições brasileiras”, afirma Assanti.

INVESTIMENTOS EM MANUFATURA E NACIONALIZAÇÃO



Apesar das dificuldades impostas pela pandemia, a Meritor manteve os investimentos na fábrica de Osasco e o desenvolvimento de novos projetos, com aumento de nacionalização. “Investimos no parque industrial, na modernização para elevar a capacidade de nossas instalações com implantação de processos de manufatura mais eficientes e robotizados, além da expansão e atualização do LEM, nosso Laboratório de Ensaios Mecânicos, tornando-o referência global”, comenta o diretor de operações Alexandre Marien.

Nas últimas décadas, o foco do desenvolvimento de produtos foi na redução de peso, especialmente com o lançamento dos eixos 17x e 18x, com carcaças soldadas a laser que dispensam o uso de fixadores, que contribuíram para economias de 2% a 3% no consumo de veículos comerciais equipados com esses conjuntos.

Mais recentemente a Meritor aumentou o conteúdo local do eixo extrapesado MT-610, para tracionar até 125 toneladas, com a nacionalização do diferencial. Em outra evolução, começa a ser produzido neste semestre o MS-160 EVO, para aplicações até 45t ou 74t na versão tandem. Segundo a empresa, o eixo ficou mais leve e robusto que seu antecessor, indicado para operações mais severas.


O Meritor MS-160 EVO: mais leve e robusto para aplicações severas

Mais duas inovações estão previstas para serem introduzidas no portfólio a partir de 2022. A engenharia brasileira da empresa desenvolveu novos sistemas opcionais de controle de eixos, o Meritor Detachable e Meritor Auto-DCDL.

O Auto-DCDL é uma unidade eletrônica instalada no próprio diferencial para controlar o travamento automático das rodas em pisos sem aderência. A solução que será oferecida como opcional plug & play para as montadoras a partir do ano que vem.

Já o Meritor Detachable é um sistema que transforma o cavalo mecânico 6x4 em 6x2 (nas versões em que o equipamento não suspende o eixo). A solução, segundo a fabricante, pode reduzir em 33% os gastos com pedágios e também diminui custos de manutenção e desgaste de pneus, além de trazer redução no consumo de combustível de até 2% com o segundo eixo trativo desacoplado ou até 5% se ele for suspendido. A inovação foi desenvolvida 100% pelo time brasileiro de engenharia e pode equipar os eixos da marca 6x4 e 8x4 tandem dos modelos MT-14x, MT-150, MT-160 e MT-610.



Tags: Meritor, eixos trativos, veículos comerciais pesados, autopeças, indústria, fornecedor, fábrica, Osasco, aniversário 65 anos, eletrificação, coronavírus, pandemia, Covid-19.

Comentários

  • JoseAugusto Marion

    Excelente!!Sonho com essa tecnologia, desde 80, quando vi, J.A.Gurgel , revelar/materializar esse projeto. Que pena , estarmos em governos/desgovernos naquela época.

  • JoseAugusto Marion

    Sonhovisitar essa grandeza!!

  • Persio

    Elenão tem cardan no causo 14xe,só penso tbm que a fábrica tem que dar cursos pra nós que estamos nas concessionária.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now